Mulher rasgando um coração
Relacionamentos

Como superar a tristeza de uma separação

Romper um relacionamento é um processo complexo que mina a autoconfiança, reduz a auto-estima e leva à depressão. O medo do futuro se instala na alma. Para restaurar a paz de espírito e retornar a determinação, a pessoa precisa passar por certos estágios de separação, que são acompanhados pela manifestação de várias emoções.

O que é uma separação

Partir é o término de qualquer relacionamento entre duas pessoas. Ocorre principalmente quando um casal não vê outras formas de desenvolvimento. As relações são interrompidas, seu significado é perdido. Se os dois parceiros entenderem isso, a diferença será menos trágica.

Se um dos casais decidiu deixar tudo e partir, então o processo de despedida é adiado, traz dor insuportável e devastação. A pessoa abandonada começa a procurar os motivos da separação e, a princípio, tenta retornar o relacionamento. Ele só pode ser curado da paixão, passando sucessivamente por todas as etapas da separação.

Possíveis razões para a separação

Se um casal não está destinado a ficar juntos, existem mil razões para se separar. No entanto, o mais comum pode ser combinado em nove grandes grupos:

  • Perda de confiança. O ciúme infundado ou infundado na maioria das vezes destrói um relacionamento forte. Se um dos casais constantemente se sente enganado, abandonado, mais cedo ou mais tarde haverá uma pausa.
  • Diferentes planos para uma vida conjunta. Um homem e uma garota não poderão existir juntos por um longo tempo se seus objetivos não se sobreporem. Um parceiro pode até impedir que outro lute por um sonho.
  • Abuso emocional. O controle vigilante, a manipulação, a privação do direito de voto, proibições e insultos levam ao fato de que um dos membros do sindicato não se levanta e sai.
  • Expectativas enganadas. Na maioria das vezes, as meninas criam a imagem de um belo príncipe, esperando que o cara corresponda a ele. Mas a realidade é muito mais dura. As mulheres ficam decepcionadas com os jovens, começam a sentir insatisfação, as críticas piscam cada vez mais nas conversas. Sob tais condições, o par existe há algum tempo e termina.
  • Dependências. No início do relacionamento, o parceiro suporta as fraquezas do segundo semestre, na esperança de corrigir a situação. No entanto, na luta contra o alcoolismo, a dependência de drogas ou o jogo, o vencedor costuma se tornar um vício, o que leva a uma pausa.
  • Tédio As pessoas podem ser unidas por crianças, finanças gerais, negócios. Mas quando objetos significativos desaparecem, os parceiros percebem que não têm mais tópicos comuns para conversar. O afastamento e o tédio pressagiam uma separação.
  • Velocidade diferente de desenvolvimento. Observa-se quando uma pessoa está constantemente desenvolvendo e melhorando, e a outra não deseja se envolver em atividades cognitivas. O resultado são diferentes interesses e prioridades.
  • Problemas financeiros. A inconsistência de gastos e as críticas a um salário pequeno não levam a nada de bom.
  • Pausa emocional e física. Os parceiros não sabem ouvir e ouvir um ao outro, a empatia é difícil para eles. A intimidade física não é mais divertida.

Para manter um relacionamento, os amantes precisam aprender a entender, respeitar, aceitar um ao outro com todas as vantagens e desvantagens. Se você ignorar isso, uma união bonita permanecerá no passado e uma separação dolorosa a substituirá.

Estágios de separação

Existem seis estágios de separação:

  1. Negação do que está acontecendo.
  2. Expressão ou opressão de sentimentos.
  3. Negociação ou tentativas de colar relacionamentos.
  4. Apatia para tudo o que acontece.
  5. Aceitação da situação e humildade.
  6. Um segundo vento ou uma nova página na vida.

A duração de cada estágio é individual. A duração é afetada pelos motivos do rompimento e pela força dos sentimentos, bem como por quanto tempo as pessoas estão no relacionamento. Normalmente, cada condição é substituída por outra dentro de alguns meses. Os estágios fluem suavemente um para o outro, mas as repetições não são excluídas.

Uma pessoa deve passar por todas as etapas completamente para tomar consciência da situação, aguentar a decisão do parceiro e começar uma nova vida com uma alma pura.

Negação do que está acontecendo

Após a separação, uma pessoa entra em estado de choque. Ele não entende completamente que o objeto do amor não virá mais, não ligará, não dirá palavras gentis, e todos os planos conjuntos permanecerão sonhos. Como resultado, é desencadeada uma reação protetora da mente, cujo objetivo é negar o que está acontecendo. A consciência é cercada da realidade de tal maneira que ajuda a pessoa a lidar com a dor da perda. Existem várias variedades de negação:

  1. O homem nega que um desastre possa acontecer com ele.
  2. Rejeição de separação. Os amantes simplesmente decidiram dar um ao outro mais liberdade, para que sejam menos propensos a se ver.
  3. Negação parcial. Um homem ou mulher percebe a lacuna na forma de dificuldades temporárias em um relacionamento. Ou seja, os parceiros não se dispersaram, mas fizeram uma pausa para entender melhor seus sentimentos e desejos. Depois de um tempo, eles estarão juntos novamente.

Se os amantes entenderam que uma pausa era inevitável, ao se separarem, havia uma falta de choque e ansiedade. No entanto, os sentimentos também desaparecem. O coração deve ser dilacerado pela dor, raiva, ressentimento e reage apaticamente aos eventos. Nesse momento, uma pessoa precisa especialmente do apoio de familiares e amigos, caso contrário, corre o risco de ficar presa na primeira etapa por vários meses.

Expressão ou opressão de sentimentos

O segundo estágio não é menos difícil que o primeiro. Quando a consciência começa a perceber corretamente as informações sobre um colapso, todos os sentimentos negativos surgem para o exterior. Raiva, ressentimento e ódio se fundem. O indivíduo fica extremamente irritado, se atira contra outras pessoas, constantemente desmorona. Ele começa a culpar seu parceiro por eles não terem sucesso. Ao mesmo tempo, uma pessoa está inclinada a se culpar pelo que aconteceu.

Mas a pessoa ferida pode não mostrar seus sentimentos de forma alguma. Isto é devido a uma proibição interna da raiva. No entanto, uma pessoa deve se permitir ser agressiva, pois sentimentos expressos ajudam a curar. Se isso não acontecer, a dor e o ressentimento podem assombrar o indivíduo a vida toda.

Negociação ou tentativa de colar relacionamentos

O próximo estágio segue logicamente dos dois primeiros, quando há tentativas de colar o relacionamento. As emoções desaparecem gradualmente, uma mente fria acende. Uma pessoa começa a analisar a situação em que se encontra, descobre as possíveis causas da lacuna. Assim que o principal motivo é esclarecido, surge imediatamente a esperança na restauração de um caso de amor. O parceiro abandonado inventa todos os tipos de formas de reconciliação, procura reuniões, interrompe o telefone, tenta se lembrar de todas as coisas boas que estavam no relacionamento.

O medo do futuro, as memórias de um passado bonito, a esperança de uma aliança renovada são os principais incentivos que fazem uma pessoa viver e seguir em frente.

Apatia para tudo o que acontece

O estágio mais difícil é quando um indivíduo é indiferente à sua vida. O cérebro entende que o amado se foi para sempre, não havia esperança de seu retorno. Uma pessoa percebe que é inútil descobrir os motivos para a separação, quem estava certo ou errado. Os relacionamentos já são um estágio completo e, no momento, a solidão se instalou no coração.

As pessoas experimentam a apatia de maneira diferente. Um pode passar horas sem rumo deitado no sofá, o outro está assistindo todos os programas de televisão. Algumas pessoas preferem olhar para fotografias antigas, resolver presentes e coisinhas fofas deixadas como lembrança do amor perdido.

Uma pessoa não imagina como viverá, ninguém e nada lhe interessam. Somente um psicólogo pode ajudar a sair desse estado. Com isso, o paciente se lembrará de todos os momentos agradáveis, ficará triste, chorará pelo passado e, com renovado vigor, passará para o próximo estágio.

Aceitação e humildade

Depois de um tempo conturbado, uma pessoa retorna lentamente à vida. Há aceitação do inevitável, embora as memórias não tenham desaparecido da memória. A pessoa novamente começa a se interessar pelos assuntos cotidianos. As mulheres retomam a comunicação com os amigos, restauram a academia, lembram-se da bolsa de maquiagem e registram-se no cabeleireiro.

Os homens também não ficam à toa, mas mergulham no mundo dos negócios, estão interessados ​​nas novidades do mercado automobilístico, praticam esportes e renovam velhos hobbies.

Mas uma pessoa não está pronta para um novo relacionamento. Por muito tempo, o medo se instala no coração de que um dia tudo possa acontecer novamente.

Segundo vento ou nova página na vida

Gradualmente, a vida está melhorando. Existem novos conhecidos, interesses, hobbies. O mundo está se tornando agradável, ensolarado e colorido. O indivíduo entende que ele teve que percorrer um longo caminho, mas é grato ao destino pela experiência adquirida.

Homens e mulheres, depois de passar por todas as etapas da separação, abrem um novo capítulo em seu caminho de vida. Novos sonhos aparecem, planos são feitos, forças espirituais são revividas. Uma pessoa é completamente reconciliada com a brecha, não sustenta o mal à alma gêmea e com um coração leve corre para o futuro.

Como as mulheres experimentam a separação

Garotas apaixonadas esperam viver uma vida longa e feliz com um parceiro. Eles pintam belas imagens do futuro em sua imaginação, e percebem as notícias da separação extremamente dolorosamente. Ao se separar, todos os estágios da mulher prosseguem de forma mais pronunciada: as emoções são mais brilhantes, as tentativas de reconciliação são mais ativas, a depressão é mais profunda, a duração dos períodos é mais longa. Algumas meninas são tão fechadas que o estado de apatia não as deixa por vários anos.

Para tornar o período de recuperação mais rápido e fácil, os psicólogos recomendam que uma mulher crie uma imagem diferente para si mesma. Uma nova pessoa deve ser bem sucedida, independente e forte. Gradualmente, a menina começará a se sentir mais confiante, sua auto-estima aumentará e as feridas emocionais se curarão.

Como os homens experimentam a separação

Os homens não estão acostumados a expressar abertamente seus sentimentos e emoções. Mas isso não significa que romper relacionamentos seja fácil para eles. Os jovens levam a sério a partida do parceiro, porque essa não é apenas a perda de um ente querido, mas também o golpe mais difícil à auto-estima. Os homens não derramarão rios de lágrimas, se fecharão e, orgulhosamente, erguendo a cabeça, acumularão em seus corações um ressentimento, uma dor e uma raiva tácitas. Em algum momento, os sentimentos irromperão e se manifestarão em uma das formas:

  • consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • tortura corporal na academia;
  • condução descuidada, não cumprimento do limite de velocidade;
  • restauração da auto-estima, mudando constantemente os parceiros.

Os homens apenas fingem que tudo está em ordem, mas no fundo são muito traídos. Os jovens abandonados evitam as meninas que querem telefonar para elas e, por muito tempo, hesitam em construir um relacionamento sério.

Algumas dicas de psicólogos

Uma separação dolorosa traz muita dor a rapazes e raparigas. Na psicologia, a separação é vista como um teste de vida difícil, que nem todos podem superar sozinhos. Mas existem algumas dicas para ajudar a melhorar a situação:

  1. Entenda que levará muito tempo para restaurar um coração partido.
  2. Recomenda-se mudar o estilo de vida, mudar a imagem.
  3. Psicólogos aconselham encontrar um hobby que traga satisfação. Você pode fazer coisas que suas mãos nunca alcançaram, por exemplo, começar a correr de manhã.

Mas a primeira coisa a fazer é remover o objeto de suspiro de todas as assinaturas nas redes sociais. Isso é necessário para que o amado chame a atenção o mínimo possível e não lembre o passado.

Não feche em casa

As pessoas que estão rompendo com sua amada alma gêmea não são recomendadas a se desligar da sociedade e usar um apartamento em vez de uma masmorra. Uma presença constante em quatro paredes piorará a condição geral e causará danos irreparáveis ​​ao sistema nervoso. Uma pessoa corre o risco de ficar presa em um período deprimido por meses ou anos.

Todos os dias você precisa de uma desculpa para sair, visitar lojas, parques, exposições, teatros e cinema. Você precisa se esforçar para se comunicar, tentar estar em lugares lotados, onde você pode ouvir risos, e aqueles ao seu redor sorriem nos rostos deles. Uma atmosfera agradável carregará uma pessoa abandonada com emoções positivas. Sua recuperação vai acelerar.

Não ignore sua saúde

Em um estado deprimido, o funcionamento de todos os órgãos e sistemas é interrompido. Uma pessoa sofre de insônia. Ele tem falta de apetite, falha do trato gastrointestinal. O sistema cardiovascular desempenha suas funções instáveis. Nesse estado, o indivíduo capta infecções facilmente, mas não deseja combatê-las. Mesmo um resfriado leve pode ser mais difícil de transportar do que a gripe.

Você deve ouvir os sinais do corpo e responder a eles a tempo; caso contrário, uma pessoa, além de trauma mental, terá várias complicações, as quais não serão fáceis de lidar.

Consulte um terapeuta

A psicologia estudou cuidadosamente os estágios durante a separação; portanto, especialistas nesse campo conduzem com sucesso sessões de psicoterapia que ajudam as pessoas a passar por todos os estágios. Ao passar no curso, uma pessoa aprende a expressar corretamente todos os sentimentos acumulados, se livra deles e alcança um novo nível de vida.

Se, após a separação, um homem ou uma mulher, à menção de um parceiro, sentir raiva, raiva ou raiva, sem a ajuda de um psicólogo, isso não será possível. Não faça uma visita a um especialista, porque quanto mais você adiar a solução de um problema, mais difícil será se recuperar.

Separar-se não é o fim da vida, mas uma pessoa está ciente desse fato somente depois de passar por todas as etapas da lacuna até o fim. Após a recuperação, ele já com uma leve tristeza lembra seu parceiro passado e não está cheio de maldade. Ele inicia um novo caminho de vida, cheio de liberdade, descobertas, impressões, conhecidos e relacionamentos.

Fontes:

Psych Central.com
Psychology Today
Very Well Mind
Helpguide

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta